O assassinato de Jesse James pelo covarde Robert Ford * Crítica

14 11 2007

The Assassination of Jesse James by the Coward Robert Ford - 1 Sangue à beça mas… e a história!?

Se você espera assistir a “O assassinato de Jesse James pelo covarde Robert Ford” e encontrar apenas a biografia de um fora-da-lei do século 19, em muito se engana. O que te espera é um filme em que a violência é o enredo. Tudo o que orbita ao redor dela é mero acessório. E não é uma violência velada: você não ouvirá um tiro e imaginará que o bandido está morto, mas poderá contemplar, com toda a veracidade que Hollywood nos garante, sua cabeça explodir, seu cérebro voar, sua pele se dilacerar e seu sangue jorrar. Tudo na sua frente, na tela grande, em primeiro plano. É um exercício de resistência para qualquer estômago.

Jesse James, interpretado por Brad Pitt, é um criminoso lendário que liderou ganguesThe Assassination of Jesse James by the Coward Robert Ford - 4 no oeste dos Estados Unidos. Ele assaltou inúmeros bancos e trens na segunda metade do século 19. Sua morte tem muitas versões. A que é apresentada pelo filme baseia-se no livro homônimo de Ron Hansen, segundo o qual Jesse James é morto por Robert Ford (Casey Affleck), membro de sua própria gangue. O filme oferece um raio-X da situação desses dois homens: a vítima e seu assassino. Quais as intenções de Ford ao matar seu “ídolo”? Terá sido Ford uma pessoa bem intencionada ou um Judas?

Para aqueles que esperam ver um típico bangue-bangue do Velho Oeste, o que os espera é surpresa ou decepção, pois o filme é mais um drama psicológico do que um megaclipe de ação – por mais que tenha violência visceral. A história é contada do ponto-de-vista de Jesse James e mostra de perto a essência de um assassinato e suas conseqüências a curto e longo prazo. A atuação de Brad Pitt não deixa a desejar, mas tampouco surpreende.

The Assassination of Jesse James by the Coward Robert Ford - 3Os temas que costuram a trama são: traição, falta de compaixão, inimizade, violência, desconfiança… e isso durante os 120 minutos. Algo que para muitos pode passar despercebido, mas que aos cristãos salta os olhos é o fato de que os principais personagens, o fora-da-lei e seu assassino traidor, são filhos de pastores evangélicos. E, surpreendentemente, ao longo do filme, pode-se ouvir citações bíblicas feita por vários personagens – de forma que em nada edifica quem os ouve. Mas bons ensinamentos você não vai encontrar nenhum.

O que você procura em um filme? Conhecimento? Diversão? Edificação? Se é isso, “O assassinato de Jesse James pelo covarde Robert Ford” será uma grande perda de tempo.

 

Alessandra Rezende - IPNV CopacabanaAlessandra Rezende
Equipe CINEGOSPEL

Igreja Pentecostal de Nova Vida
em Copacabana (RJ)

 

Cotação: Bom

[veja o trailer]

Estréia prevista no Brasil: 23/11/2007

.

.

Anúncios

Ações

Information

3 responses

10 12 2007
12 12 2007
* * * C I N E G O S P E L * * * Cinema do ponto de vista cristão †

[…] Santos e demônios […]

26 12 2007
* * * C I N E G O S P E L * * * Cinema do ponto de vista cristão †

[…] Xuxa em Sonho de Menina […]




%d blogueiros gostam disto: