Eu e as mulheres * Crítica

27 11 2007

Eu e as mulheres 1 Não é comédia romântica

É fácil imaginar que Eu e as mulheres é uma comédia romântica superficial. Afinal, o título do longa-metragem sugere uma certa picardia light e o elenco traz a rainha dos filmes bonitinhos, Meg Ryan, além de Adam Brody, da série adolescente The O.C. Mas não. Essa angustiante produção não tem nada de comédia e o romantismo presente é doloroso. Além disso, traz à baila questões profundas da alma humana e as discute em tom de voz baixo, mas contundente.

Eu e as mulheres 2Um jovem frustrado (Brody) tem uma carreira deplorável: embora quisesse escrever livros e roteiros de filmes sérios, ele vive como roteirista de filmes pornôs. Depois de levar um fora da namorada, decide passar uns tempos com sua avó numa pacata cidade do interior. Lá ele conhece a personagem de Meg Ryan, que sofre de câncer de mama, e sua filha problemática. Juntos, embarcam numa viagem poética de descobertas e recomeços.

Angústia é a palavra de ordem. Angústia por relacionamentos familiares desajustados, pela expectativa da morte, por amores mal resolvidos, por uma vida sem propósitos. É asfixiante. Eu e as mulheres apresenta como solução para todo esse estresse existencial o contato entre as pessoas, o toque, o coração aberto. Nada muito revolucionário, mas eficiente.

Eu e as mulheres 3Lamentavelmente, o filme defende o adultério como um caminho para fugir da solidão. Como os personagens são pessoas vazias, sem objetivos nem Deus, vivem segundo a filosofia do deixa-a-vida-me-levar. E, nesse caminho, perdem muito do que poderiam ganhar, buscando soluções onde elas não estão. Apesar de triste,  “Eu e as mulheres” pode gerar uma boa reflexão sobre as coisas importantes da vida. É um filme realista e humano, mas que não deve ser visto de modo algum em dias de baixo astral. Você corre o risco de demorar a se recompor.

Maurício Zágari Tupinambá
Equipe CINEGOSPEL

Cotação: BomCotação: BomCotação: Bom

 Estréia prevista no Brasil: 30/11/2007

Anúncios

Ações

Information

One response

7 12 2007



%d blogueiros gostam disto: