Sobre o Cinegospel

12 11 2012

Olá, aqui é Maurício Zágari, criador do blog CINEGOSPEL. Infelizmente, tive de descontinuar a manutenção do mesmo. Ele segue no ar, para que as informações que nele constam possam abençoar aqueles que aqui encontrarem o que lhes for útil.

Atualmente, escrevo no blog APENAS (www.apenas1.wordpress.com), sobre a Igreja e as coisas de Deus. Se tiver interesse, pode ler minhas reflexões por lá.

Deus abençoe muito você,
Maurício Zágari





5 10 2008

Holofotes Cinegospel

.

SALA DE CINEMA

.

Esta semana você confere três novos curtas-metragens de cineastas cristãos na Sala de Cinema do CINEGOSPEL:
.
-> ROTA PARA A FELICIDADE (Brasil): Pequeno filme feito pela equipe Very God, em 20/02/2007, no retiro de carnaval da Tribo da Ilha, Grupo de Jovens da Assembléia de Deus de Floripa.
-> ZAPATOS Y GESTOS (Espanha): Idéia baseada em Romanos: quão formosos são os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam boas-novas!
-> STALKER (Estados Unidos): Versão moderna da história de Paulo a caminho de Damasco.
.
.
.
E nossa Sala de Cinema está aberta para você! Se você é cineasta cristão, amador ou profissional, envie uma mensagem para cinegospel@yahoo.com.br e escreva no assunto: “Sala de Cinema”.
No e-mail, fale um pouco sobre você e seu trabalho. As informações fundamentais são:
- seu nome
- igreja de que é membro
- sinopse do curta.
Em seguida, a equipe do CINEGOSPEL vai entrar em contato para viabilizar a exibição de seu curta em um novo espaço do site. Aguardamos seu contato!!!
.
E se você não é cineasta mas curte um bom filme, recline-se na poltrona, pegue sua pipoca e…boa sessão!!!
.

Separador 7

.

.

Críticas mais recentes

.

* VEJA TODAS AS CRÍTICAS JA PUBLICADAS NA COLUNA AO LADO *

.

Separador 7

.

.

DVDs Recomendados

Esta semana recomendamos:

A virada

Davi e Golias – a batalha que mudou a história de um povo!

Conquistas de reis

E muito mais! Veja todos AQUI

.

Separador 7

.

Os melhores e os piores

filmes de 2007 para o público

cristão no cinema e em DVD

O CINEGOSPEL fez uma pesquisa junto a pastores, teólogos, professores de teologia, jornalistas e pessoas selecionadas para elaborar o ranking dos melhores e piores filmes de 2007 para o público cristão.

Confira AQUI os melhores e AQUI os piores.
.

Separador 7

.

.
Separador 7

.

Artigos mais recentes

.

.

Faça seu próprio filme!
“Realizamos (…) dois workshops de curtas-metragens em Salvador e Jundiaí. Os dois eventos contaram com a participação de 80 pessoas, entre estudantes de cinema, fotógrafos, músicos, atores etc. Para os participantes que querem aprender fazendo foi uma oportunidade de receber conhecimentos técnicos para a produção de curtas-metragens de qualidade profissional. Os workshops estão sendo promovidos para que diferentes grupos e igrejas possam começar suas produções. Também abrimos a oportunidade no workshop para que os participantes possam trabalhar como voluntários na produção do filme “Finding Josef”, que será filmado na Polônia e no Brasil em 2009.” leia mais

Missionário no Leste Europeu

Moisés Menezes é missionário na Polônia e também diretor. Já produziu dois curtas e o longa “O Menino e o Barco”. Agora, está produzindo outro curta, “Finding Josef”.

.

.

É relevante analisar cinema pelo ponto de vista cristão?
“Todos assistimos a filmes, das criancinhas aos anciãos. Todos estamos sob a influência das mensagens e filosofias, dos valores e conceitos que áudio e vídeo empurram por nosso cérebro adentro. E, logo, por nossos corações, mentes e almas”. leia mais

Maur�cio Zágari Tupinambá - Jornalista e professor de Teologia
Maurício Zágari Tupinambá
Jornalista e Professor de Teologia Prática e de Filosofia

.

.

Muitos ficaram impactados
Este ano, aproveitando a Semana Santa, passamos dois filmes: “A Paixão de Cristo”, de Mel Gibson, e o filme “Jesus” (…) Como resultado, pudemos ver que muitos dos que ali estavam para assistir aos filmes voltaram à igreja no domingo seguinte. O processo de evangelização começou”. leia mais


Marisa Ferreira
Missionária em Dondo (Moçambique)

.

.

Tenho muito medo dos cristãos
“Não tenha medo de nós, tenha medo daqueles que querem trancar em guetos quem pensa diferente. Tenha medo de quem estereotipiza grupos inteiros. Tenha medo de quem generaliza. Tenha medo de quem faz comparações e analogias esdrúxulas e agressivas. Tenha medo de quem acha valores amorais transmitidos pelo cinema como algo normal, algo que não merece ser comentado”. leia mais

Maur�cio Zágari Tupinambá - Jornalista e professor de Teologia
Maurício Zágari Tupinambá
Jornalista e professor de Teologia

.

.

Eu sou de cêra. Você é feito de quê?
“No filme Uma noite no museu, o personagem de Ben Sitller, numa conversa com Theodore Roosevelt, interpretado por Robin Williams, decide abandonar o emprego. E, nesse diálogo, Roosevelt diz: “Eu sou de cêra. Você é feito de quê?” (…) Essa pergunta é bastante pertinente, pois nos faz questionar a nossa essência”. leia mais

Pr. Evandro Rocha - Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)Pr. Evandro Rocha
Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)

.

.

Desafios para um diretor cristão
“Tive a oportunidade de estar com Stephen Kendrick, o produtor de Desafiando os gigantes. Na conversa com o grupo de diretores, ele mencionou que o grande desafio para um diretor e produtor cristão é exatamente obedecer a visão que Deus tem dado”. leia mais

Missionário no Leste EuropeuMoisés Menezes é missionário na Polônia e também diretor. Já produziu dois curtas e o longa “O Menino e o Barco”. Agora, está produzindo outro curta, “Finding Josef”.

.

.

Sob os holofotes de Deus
“O que somos fora dos olhares dos nossos amigos e admiradores é tão urgente quanto as nossas realizações que nos fazem ser vistos e reconhecidos. A satisfação que permeia a alma não deve se sustentar sobre elogios, mas sobre o fato de Deus nos amar”. leia mais

Pr. Evandro Rocha - Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)Pr. Evandro Rocha
Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)

.

.

Livre-se de seu personagem
“Quanta gente não passa boa parte de sua vida fazendo a mesma coisa: criando seus personagens e escondendo-se atrás deles. Gente que não mostra a sua face, mas as suas máscaras. Deus, ao olhar para nós, vê não os personagens que criamos para agradar a “platéia”, mas quem de fato somos”. leia mais

Pr. Evandro Rocha - Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)Pr. Evandro Rocha
Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)

.

.

Não à pornografia
“É certo que a igreja evangélica condena a pornografia. Porém, o povo evangélico, em geral, parece não perceber o perigo letal que ela representa. Assim, citamos aqui, de uma forma muito franca e sincera, alguns dos principais motivos pelos quais devemos dizer NÃO À PORNOGRAFIA”. leia mais

Pr. Marcelo Eliziário Vidal

Pr. Marcelo Eliziário Vidal
Igreja Presbiteriana do Caju (RJ)

.

.

V de Virtude
“Pare para pensar: nossos heróis, os mocinhos do cinema, são gente eticamente irrepreensível ou são… vingadores? Examine o seu coração: o que você sentiu cada vez que um mocinho arrebentava um bandido para “fazer justiça”, casar com a mocinha e ter um final feliz?”. leia mais.

Presbitero Cláudio TupinambáPresbítero Cláudio Tupinambá
Ministro de louvor da Igreja Jesús Vive
Fuenlabrada (Espanha)

.

* VEJA TODOS ARTIGOS NA COLUNA AO LADO *

.

.

Os Dez Mandamentos

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.





Batman – O Cavaleiro das Trevas * Crítica

9 08 2008

Tomando para si toda a culpa!

Batman – O Cavaleiro das Trevas é uma história sobre abnegação, escolhas e sobre o sofrimento de poucos (ou de um só) para o bem-estar da maioria.

Quando Batman Begins surgiu, ficou muito claro que os filmes dos diretores
Tim Burton e Joel Schumacher deveriam ser
definitivamente esquecidos. O nome já indicava o início
de uma nova franquia com o quase septuagenário
personagem. A intenção era mostrar um Batman em
um mundo crível, cheio de políticos gananciosos e corruptos que possuem ligações com o crime organizado, onde até a polícia se encontra vendida!

Quando Batman – O Cavaleiro das Trevas começa, o herói já é uma realidade viva e estampada no coração da cidade de Gotham. Ele luta ferozmente contra o crime organizado, busca proteger do perigo “candidatos a auxiliares de homem morcego” e enfrenta terríveis e loucas ameaças que procuram instalar caos total entre a sociedade. É justamente neste ponto que encontramos a    contra-parte do Cavaleiro das Trevas, o Coringa (Heath Ledger, em seu último e assustador trabalho). Esqueçam as traquinagens vividas pelo Coringa na pele dos atores César Romero ou Jack Nicholson (tais como flores que borrifam água ou revolveres com bandeirinhas escritas “BANG”). O negócio agora é fazer lápis desaparecer!!! (assista e confira por si mesmo).

Mas o Cavaleiro das Trevas de Gotham não se encontra sozinho. Ao seu lado ainda permanecem o tenente Jim Gordon (o excelente Gary Oldman), a jovem assistente da promotoria Rachel Dawes (vivida agora pela atriz Maggie Gyllenhaal), o fiel mordomo Alfred (o preciso Michael Caine) e Lucius Fox (o frio e debochado Morgan Freeman). Mas eis que surge um “Cavaleiro Branco”, o promotor de Justiça, Harvey Dent (Aaron Eckhart) que luta, sem medo, contra a corrupção revelando ser, passo a passo, um símbolo de uma luta que pode chegar ao fim, quando encontrar o apoio e a coragem da população. Tudo isso, e muito mais, é Batman – O Cavaleiro das Trevas! Um longa com ação, suspense, drama e (pasmem) neurônios!

Muitas cenas merecem destaque: o traficante chinês sendo entregue à justiça de Gotham (hilária) o duelo de Batman com o Coringa nas ruas de Gotham (eletrizante), o interrogatório na cela (arrepiante) e o destino das duas balsas
(surpreendente). No entanto, todas estas cenas se
desfazem ante o duro (e injusto) sacrifício que a
personagem principal tem de fazer pelo bem do povo
de Gotham. Algo que nos faz lembrar, sem querer
forçar a barra, o texto de 1 Pe 2. 22: “carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados”.

Pr. Marcelo Eliziário Vidal

Pr. Marcelo Eliziário Vidal
Igreja Presbiteriana do Caju (RJ)

.

.

CotaçãoCotaçãoCotaçãoCotaçãoCotação

.

.

.

.





4 08 2008

Holofotes Cinegospel

.

SALA DE CINEMA

.

Esta semana você confere três novos curtas-metragens de cineastas cristãos na Sala de Cinema do CINEGOSPEL:
.
-> ROTA PARA A FELICIDADE (Brasil): Pequeno filme feito pela equipe Very God, em 20/02/2007, no retiro de carnaval da Tribo da Ilha, Grupo de Jovens da Assembléia de Deus de Floripa.
-> ZAPATOS Y GESTOS (Espanha): Idéia baseada em Romanos: quão formosos são os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam boas-novas!
-> STALKER (Estados Unidos): Versão moderna da história de Paulo a caminho de Damasco.
.
.
.
E nossa Sala de Cinema está aberta para você! Se você é cineasta cristão, amador ou profissional, envie uma mensagem para cinegospel@yahoo.com.br e escreva no assunto: “Sala de Cinema”.
No e-mail, fale um pouco sobre você e seu trabalho. As informações fundamentais são:
- seu nome
- igreja de que é membro
- sinopse do curta.
Em seguida, a equipe do CINEGOSPEL vai entrar em contato para viabilizar a exibição de seu curta em um novo espaço do site. Aguardamos seu contato!!!
.
E se você não é cineasta mas curte um bom filme, recline-se na poltrona, pegue sua pipoca e…boa sessão!!!
.

Separador 7

.

.

Críticas mais recentes

.

* VEJA TODAS AS CRÍTICAS JA PUBLICADAS NA COLUNA AO LADO *

.

Separador 7

.

.

DVDs Recomendados

Esta semana recomendamos:

A virada Davi e Golias – a batalha que mudou a história de um povo! Conquistas de reis

E muito mais! Veja todos AQUI

.

Separador 7

.

Os melhores e os piores

filmes de 2007 para o público

cristão no cinema e em DVD

O CINEGOSPEL fez uma pesquisa junto a pastores, teólogos, professores de teologia, jornalistas e pessoas selecionadas para elaborar o ranking dos melhores e piores filmes de 2007 para o público cristão.

Confira AQUI os melhores e AQUI os piores.
.

Separador 7

.

.
Separador 7

.

Artigos mais recentes

.

.

Faça seu próprio filme!
“Realizamos (…) dois workshops de curtas-metragens em Salvador e Jundiaí. Os dois eventos contaram com a participação de 80 pessoas, entre estudantes de cinema, fotógrafos, músicos, atores etc. Para os participantes que querem aprender fazendo foi uma oportunidade de receber conhecimentos técnicos para a produção de curtas-metragens de qualidade profissional. Os workshops estão sendo promovidos para que diferentes grupos e igrejas possam começar suas produções. Também abrimos a oportunidade no workshop para que os participantes possam trabalhar como voluntários na produção do filme “Finding Josef”, que será filmado na Polônia e no Brasil em 2009.” leia mais

Missionário no Leste Europeu

Moisés Menezes é missionário na Polônia e também diretor. Já produziu dois curtas e o longa “O Menino e o Barco”. Agora, está produzindo outro curta, “Finding Josef”.

.

.

É relevante analisar cinema pelo ponto de vista cristão?
“Todos assistimos a filmes, das criancinhas aos anciãos. Todos estamos sob a influência das mensagens e filosofias, dos valores e conceitos que áudio e vídeo empurram por nosso cérebro adentro. E, logo, por nossos corações, mentes e almas”. leia mais

Maur�cio Zágari Tupinambá - Jornalista e professor de Teologia
Maurício Zágari Tupinambá
Jornalista e Professor de Teologia Prática e de Filosofia

.

.

Muitos ficaram impactados
Este ano, aproveitando a Semana Santa, passamos dois filmes: “A Paixão de Cristo”, de Mel Gibson, e o filme “Jesus” (…) Como resultado, pudemos ver que muitos dos que ali estavam para assistir aos filmes voltaram à igreja no domingo seguinte. O processo de evangelização começou”. leia mais


Marisa Ferreira
Missionária em Dondo (Moçambique)

.

.

Tenho muito medo dos cristãos
“Não tenha medo de nós, tenha medo daqueles que querem trancar em guetos quem pensa diferente. Tenha medo de quem estereotipiza grupos inteiros. Tenha medo de quem generaliza. Tenha medo de quem faz comparações e analogias esdrúxulas e agressivas. Tenha medo de quem acha valores amorais transmitidos pelo cinema como algo normal, algo que não merece ser comentado”. leia mais

Maur�cio Zágari Tupinambá - Jornalista e professor de Teologia
Maurício Zágari Tupinambá
Jornalista e professor de Teologia

.

.

Eu sou de cêra. Você é feito de quê?
“No filme Uma noite no museu, o personagem de Ben Sitller, numa conversa com Theodore Roosevelt, interpretado por Robin Williams, decide abandonar o emprego. E, nesse diálogo, Roosevelt diz: “Eu sou de cêra. Você é feito de quê?” (…) Essa pergunta é bastante pertinente, pois nos faz questionar a nossa essência”. leia mais

Pr. Evandro Rocha - Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)Pr. Evandro Rocha
Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)

.

.

Desafios para um diretor cristão
“Tive a oportunidade de estar com Stephen Kendrick, o produtor de Desafiando os gigantes. Na conversa com o grupo de diretores, ele mencionou que o grande desafio para um diretor e produtor cristão é exatamente obedecer a visão que Deus tem dado”. leia mais

Missionário no Leste EuropeuMoisés Menezes é missionário na Polônia e também diretor. Já produziu dois curtas e o longa “O Menino e o Barco”. Agora, está produzindo outro curta, “Finding Josef”.

.

.

Sob os holofotes de Deus
“O que somos fora dos olhares dos nossos amigos e admiradores é tão urgente quanto as nossas realizações que nos fazem ser vistos e reconhecidos. A satisfação que permeia a alma não deve se sustentar sobre elogios, mas sobre o fato de Deus nos amar”. leia mais

Pr. Evandro Rocha - Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)Pr. Evandro Rocha
Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)

.

.

Livre-se de seu personagem
“Quanta gente não passa boa parte de sua vida fazendo a mesma coisa: criando seus personagens e escondendo-se atrás deles. Gente que não mostra a sua face, mas as suas máscaras. Deus, ao olhar para nós, vê não os personagens que criamos para agradar a “platéia”, mas quem de fato somos”. leia mais

Pr. Evandro Rocha - Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)Pr. Evandro Rocha
Igreja Pentecostal de Nova Vida em Copacabana (RJ)

.

.

Não à pornografia
“É certo que a igreja evangélica condena a pornografia. Porém, o povo evangélico, em geral, parece não perceber o perigo letal que ela representa. Assim, citamos aqui, de uma forma muito franca e sincera, alguns dos principais motivos pelos quais devemos dizer NÃO À PORNOGRAFIA”. leia mais

Pr. Marcelo Eliziário Vidal

Pr. Marcelo Eliziário Vidal
Igreja Presbiteriana do Caju (RJ)

.

.

V de Virtude
“Pare para pensar: nossos heróis, os mocinhos do cinema, são gente eticamente irrepreensível ou são… vingadores? Examine o seu coração: o que você sentiu cada vez que um mocinho arrebentava um bandido para “fazer justiça”, casar com a mocinha e ter um final feliz?”. leia mais.

Presbitero Cláudio TupinambáPresbítero Cláudio Tupinambá
Ministro de louvor da Igreja Jesús Vive
Fuenlabrada (Espanha)

.

* VEJA TODOS ARTIGOS NA COLUNA AO LADO *

.

.

Os Dez Mandamentos

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.





Faça seu próprio filme! * Artigo

4 08 2008

Workshop de curtas-metragens

Realizamos no mês de maio deste ano dois workshops de curtas-metragens em Salvador e Jundiaí. Os dois eventos contaram com a participação de 80 pessoas, entre estudantes de cinema, fotógrafos, músicos, atores etc. Para os participantes que querem aprender fazendo foi uma oportunidade de receber conhecimentos técnicos para a produção de curtas-metragens de qualidade profissional. Os workshops estão sendo promovidos para que diferentes grupos e igrejas possam começar suas produções. Também abrimos a oportunidade no workshop para que os participantes possam trabalhar como voluntários na produção do filme “Finding Josef”, que será filmado na Polônia e no Brasil em 2009. Estão sendo programadas mais duas oficinas para o mês de setembro, com uma carga horária maior. As oficinas serão realizadas novamente em Salvador e Jundiaí.

Passo abaixo um resumo do conteúdo do workshop:

Introdução

  1. Por que fazemos filmes?

Uma reflexão sobre um dos meios de comunicações mais poderosos

  1. Como pessoas são alcançadas através deste ministério.

Com a pré-produção, produção e o produto final, o filme

  1. Onde estudar cinema e quais as opções.

Preparação formal e Informal

  1. Apresentação do trailer e o making of de “O Menino e o Barco.”
  2. Fazer filmes nunca foi tão fácil.

A tecnologia digital tornou fácil produzir bons filmes

Diferenças entre Cinema Independente e Cinema Indie

Desafios para diretores cristãos que não produzem indie, mas sim independente

  1. Os desafios para um diretor cristão: obedecer a visão de Deus e fazer filmes que tenham qualidade e honrem o nome de Deus.

Parte 2 – Pré-Produção de um Curta

  1. Começando com o roteiro.

A historia é rei. Uma historia cativante pode superar falhas técnicas. Um roteiro bem escrito faz diferença entre teatralismo e cinema.

Dicas para escrever um “Treatment” antes do script, os 3 atos de um roteiro e o formato correto de um roteiro profissional.

  1. Pré-Produção do Curta.

Montando seu crew (equipe técnica) e seu cast (atores). O que faz e como escolher seu produtor, produtor executivo, diretor, supervisor de roteiro, diretor de fotografia, diretor de arte, equipe de áudio, gaffer, iluminação etc.

  1. Escolha do Equipamento Adequado.

Câmera digitais, HD e RED. Tripés, dolly, jib, equipamento de áudio e luzes.

  1. Cinematografia.

Produzindo filmes com valor cinematográfico e potencial comercialização. A diferença entre vídeo e “cinema look” e a linguagem visual. Tomas e outras técnicas de enquadramento e composição.

  1. Iluminação – a diferença entre o amador e o profissional.

A técnica básica de iluminação conhecida como “Three Point Lighting.”

  1. Storyboard

Não é possível fazer um bom filme sem um storyboard. Crie o storyboard do seu roteiro e filme todos os quadros, técnica chamada “cinematic.”

Parte 3 – Produzindo – Filmando o Curta Metragem

  1. O Plano de Filmagem

Preparar um calendário organizado com as cenas e informações importantes no dia anterior.

  1. Procedimentos de um Set de Filmagens

Setups, Blockings e chamadas do diretor para filmar. Dicas para diretores em como liderar e motivar seu cast e crew.

Parte 4 – Pos-Produção – Editando seu Filme

  1. Informações Importantes para Edição.

Anotando “time code” e todos os números para facilitar uma boa edição do filme.

  1. Trabalhando com Trilha Sonora.

Use sempre trilha sonora original feita exclusivamente para seu filme.

  1. Festivais.

Submeta seu filme a festivais do mundo inteiro, comece com os grandes.

  1. A Premiere do seu Filme.

Este evento será muito importante para promover seu trabalho e chamar a atenção do publico e distribuidores.

  1. Trailer.

Use e abuse de trailers, o melhor vendedor do seu filme.

Parte 5 – “Os 9 Erros Comuns de Novos Diretores”

Apontamos os erros mais comuns para os que iniciam a carreira.

Parte 6 – O que Hollywood Sabe e nos não Sabemos e o que Sabemos e Hollywood não Sabe.

Parte 7 – Apresentação do projeto do longa metragem “Finding Josef”

O trailer de pré-produção do filme e detalhes do projeto.

Esta introdução à produção de curtas-metragens já está mobilizando pessoas e grupos para a aventura de seus primeiros trabalhos. Muitos dos que participaram estão iniciando seus estudos de cinema, outros foram despertados para este ministério e vários estão no caminho de aprender fazendo.

Missionário no Leste Europeu

Moisés Menezes é missionário no Leste Europeu e também diretor. Já produziu dois curtas, sendo que um, “My Name is Nadia” foi semi-finalista no San Antonio Independent Christian Film Festival – Estados Unidos. Em 2007 filmou no Chile “O Menino e o Barco” filme que tem agora um new-cut. Moises esta trabalhando para filmar na Polônia em 2009 outro curta que se chamara “Finding Josef”. Para conhecer mais sobre este ministério visite o site: www.moisesmenezes.org





Kung Fu Panda * Crítica

7 07 2008

A marca dos que vencem

Uma tarde pra relaxar, boa companhia e pipoca. Eis aí bons ingredientes que vão fazer de Kung Fu Panda a maior diversão.

Não há demérito algum na afirmativa acima. A proposta da animação da Dreamworks é essa e surge como um oásis cheio de risos num tempo aonde as férias chegam e a cabeça quer se divertir. E ainda faz tudo isso sem ferir a inteligência dos adultos e das crianças. Po, o panda do título, é um grande fã de Kung Fu. Apesar de não saber como lutar, é misteriosamente escolhido como aquele que irá cumprir a profecia e tornar-se o Dragão Guerreiro, o único que seria capaz de derrotar o terrível Tai Lung. A partir dessa escolha ele é submetido aos treinamentos de mestre Shifu junto com seus ídolos, Mestre Garça, Tigresa, Louva-Deus, Víbora e Macaco, grandes lendas da arte marcial.

Jack Black, (voz e Po) e Dustin Hoffman (Shifu) formam uma dupla cheia de química, essencial para a vocação cômica do filme. O Panda, desengonçado e brincalhão, faz um divertido contraste com o humor ácido e carrancudo do Mestre, evocando e fazendo graça com os clichês dos filmes de artes marciais. Além do entreternimento, Kung Fu Panda expõe valores importantes na formação das crianças de 0 a 100 anos. A confiança em si, a despeito da visão dos outros e das limitações aparentes e a capacidade de perseguir seus ideais (marcas do positivismo americano) estão presentes nessa história, já que o gordinho e desajeitado Po nos mostra que podemos ser grandes heróis quando se tem fé, perseverança e acham em nós o jeito certo para “apertar os botões” do aprendizado.

Quem disse que com a vida cristã as coisas são diferentes? O Apóstolo Paulo mesmo que percebia que nada era sem Cristo e que tudo podia com Ele (Fp. 4.13). A recomendação da Bíblia é que os cristãos devem, como os antigos, perseverar (At.2.42-47). E isso inclui lutar contra os “três poderes“:o mundo que vive nos dizendo que não é importante conhecer a Deus e segui-lo de perto; a carne, adversário interno que carregamos para os quatro cantos que insiste em nos seduzir a trilhar outros caminhos que não o do Pai; e o diabo inimigo astuto, tentador e acusador de nossa consciência. Tudo isso luta para que não sejamos achados fiéis imitadores do Mestre. Graças a Deus que em Cristo, somos, sempre, sempre e sempre: mais do que vencedores não por nós, mas por meio daquele que nos amou (Rm.8.37).

Panda e Paulo concordam. A perseverança é a marca daqueles que vencem.

Pr. Felipe Telles - Igreja Presbiteriana da Gavea
Pr. Felipe Telles
Psicólogo e Pastor Auxiliar
Igreja Presbiteriana da Gávea (RJ)

.

.

CotaçãoCotaçãoCotaçãoCotação

.

.

.

.





Wall E * Crítica

26 06 2008

Só para maiores

Entreter e ensinar. Eis aí uma boa receita para um filme infantil. Uma produção de extremos pode cair num moralismo piegas e sem sal ou numa oportunidade perdida para passar valores pra criançada. É uma pena que Wall E, não consegue acertar esse bendito equilíbrio. O filme educa que é uma beleza. Sua mensagem sobre o cuidado com o meio ambiente e o valor de relacionamentos leais estão explícitos e fazem qualquer pai aplaudir de pé. Mas enquanto os adultos assistem com brilho nos olhos, é bom ver se as crianças ainda estão acordadas.

A nova animação da Disney/Pixar conta a história de Wall-E, um robô cuja diretriz é coletar o lixo da terra. E ele segue sua programação perfeitamente, mesmo quando o único habitante é….uma barata. Essa é a rotina do filme durante longos minutos. Um robô programado pra não falar, empilhando materiais e interagindo com um inseto igualmente mudo. Tudo o que precisa ser dito é falado pelo silêncio. Naquele ambiente as verdades são metáforas poética e sensíveis, mas vai explicar isso pra galerinha com pipoca na mão?

O filme ganha outro ritmo quando uma sonda espacial, chamada Eva, surge para procurar algum sinal de vida verde no planeta azul. Daí pra frente a paixão robótica e a volta dos dois para a estação aonde vivem os humanos (que falam!) dinamiza o filme, mas ainda assim não o torna palatável ao público infantil. Hiper-consumo, ganância, preguiça e descuido. O filme combate com sensibilidade essas atitudes que têm destruído nosso planeta e que devem entrar na agenda de pregações da Igreja Cristã. Wall-E inspira a nos recolocarmos como os jardineiros de Deus (Gn 2.15) para cuidar da beleza da sua criação com responsabilidade, afinal:

Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos. Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há linguagem, nem há palavras, e deles não se ouve nenhum som; no entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo. Aí, pôs uma tenda para o sol, o qual, como noivo que sai dos seus aposentos, se regozija como herói, a percorrer o seu caminho. Principia numa extremidade dos céus, e até à outra vai o seu percurso; e nada refoge ao seu calor.” Salmo 19.1-6

Pena que durante o filme, enquanto os adultos sonham, as crianças dormem.

Pr. Felipe Telles - Igreja Presbiteriana da Gavea
Pr. Felipe Telles
Psicólogo e Pastor Auxiliar
Igreja Presbiteriana da Gávea (RJ)

.

.

CotaçãoCotaçãoCotação

.

.

.

.








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.